Simulando valores no Elipse E3/Power utilizando o Driver Elipse Random.

Além do Elipse Modbus Simulator, também é possível efetuar simulações em um aplicativo Elipse E3 através do driver Elipse Random, cujo objetivo é retornar valores para os tags do aplicativo, permitindo a configuração de diferentes perfis de simulação de acordo com os parâmetros de cada tag.
Esta característica facilita o desenvolvimento de aplicações que necessitem testes, já que o driver aceita Tags PLC e Tags Bloco com qualquer parâmetro. Em tempo de execução, cada tag é associado a uma categoria de simulação, e seus valores são recebidos de acordo com o que foi configurado na sua categoria.
Aba Random das
configurações do driver.
 

O driver Elipse Random busca pelos padrões de variação no arquivo “Random.xml”, que deve ser inserido na mesma pasta da aplicação E3. Este arquivo .xml possui três perfis iniciais com diferentes configurações de variação de leitura, delay e porcentagem de erros definidos:

 

Arquivo XML inicial.

 

Perfil Random Default: todos os tags são assumidos como aleatórios (DefaultAnalog).

Perfis DNP FastRandom e DNP SlowRandom: os tags são assumidos como segue:

  • Tags assumidas como discretas (0,1): N2=5 e N3=1201; N2=1 e N3=202; N2=101 e N3=101;
  • Tags assumidas como discretas (“”): N2=4 e N3=45; N2=4 e N3=46;
  • Tags assumidas como aleatórias (DefaultAnalog): todas as demais.

Neste caso, a diferença entre os dois perfis DNP (Fast/Slow) está na primeira e na última linha de cada um, com alterações nas propriedades StartDelay, WriteDelay, ReadVariation, Errors e ReadDelay.

Cada arquivo XML de configuração pode apresentar vários perfis diferentes. Para mais informações sobre o procedimento de configuração, consulte o manual do driver em Arquivo XML de Configação -> Perfis | Categorias.

 
EXEMPLO DE UTILIZAÇÃO:
Após inserir o Elipse Random na aplicação, é possível selecionar o perfil desejado para a simulação dos tags neste driver. Para este exemplo, foi escolhido o perfil que simula os valores dos tags conforme os seus parâmetros N, definidos no arquivo XML inicial:

Perfil DNP

Perfil Random Default
 
O conteúdo do arquivo XML de configuração pode ser editado via editor de texto, ou então diretamente na Janela de Propriedades do driver através da opção Edit the configuration XML below, como visto a seguir:
Opção Edit the configuration XML below.
Outro exemplo de arquivo XML de configuração:

Para testar a configuração acima, selecione Edit the configuration XML below, insira o código, selecione o perfil criado e pressione Check!

Neste caso, os tags com os parâmetros N2 = 1 e N3 = 1 estão na categoria SlowDefaultAnalog; eles possuem valor analógico variando entre 0 (zero) e 1000 (herdado da categoria superior, DefaultAnalog) e um atraso de 500 milissegundos em todas as operações de leitura e escrita.
Os tags com parâmetro N2 = 1 estão na categoria DefaultAnalog; eles possuem valor analógico variando entre 0 (zero) e 1000 e um atraso de 100 milissegundos nas operações de leitura e escrita (atraso padrão configurado no Perfil).
Os demais tags não estão em nenhuma categoria e possuem as características padrão configuradas no perfil: retornam valores digitais (0 ou 1) com um atraso de 100 milissegundos em todas as operações de leitura e escrita.
SIMULANDO APLICATIVOS EXISTENTES
Pode-se utilizar o driver Elipse Random para simular toda a coleta de dados de um aplicativo já existente. Para adicionar o driver na aplicação, é preciso apenas copiar o arquivo Random.dll por cima das DLLs dos drivers utilizados pelo aplicativo, não sendo necessário alterar qualquer configuração dos projetos já existentes.
Para isto, inicie descompactando o conteúdo do arquivo Random.zip (Random.xml, Random.dll, ReplaceDrivers.bat e RollbackOriginalDrivers.bat) na pasta raiz da aplicação e execute o arquivo ReplaceDrivers.bat. Este script busca nas subpastas da aplicação todas as DLLs (por exemplo, Unit1\DNPMaster.dll), gera uma cópia de segurança (por exemplo, Unit1\DNPMaster.dll.original) e copia o driver Elipse Random por cima da DLL (por exemplo, copy Random.dll Unit1\DNPMaster.dll). O resultado é que os nomes das DLLs são mantidos, mas agora todos os drivers serão Random. Este procedimento deve ser efetuado quando o aplicativo estiver parado e fechado.

O segundo passo é customizar o arquivo Random.xml, que é utilizado por todos os Drivers da aplicação. Podem ser criados perfis diferentes no arquivo de configuração para cada tipo de Driver, utilizando o nome do Driver no atributo DLL de cada perfil. Por exemplo, em um aplicativo com os drivers Modbus.dll, DNPMaster.dll e BACnet.dll, pode-se ter um arquivo de configuração com o seguinte conteúdo:

configurações do DNPMaster

configurações do Modbus

configurações do BACnet

Quando a aplicação do Elipse E3 for executada, cada driver (na verdade, uma cópia renomeada do arquivo Random.dll) encontra seu respectivo arquivo Random.xml e carrega o perfil equivalente ao nome da sua DLL. Para verificar se ele foi carregado corretamente, acesse as configurações do driver via E3Studio, ou acesse as propriedades do arquivo e verifique a aba Detalhes:

Para retornar aos drivers originais, execute o arquivo RollbackOriginalDrivers.bat, substituindo os arquivos .dll pelos seus correspondentes .dll.original.

O download do Driver Elipse Random e seus componentes pode ser feito em nosso site.

Este artigo foi útil? Was this post helpful?
Yes0
No0

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados com asterisco são obrigatórios *