Conceitos básicos do EPM Model.

A partir da versão 4 do EPM, foi adicionado à ferramenta o EPM Model. Ao contrário dos tags (Basic Variables e Expression Variables) que são informações soltas do processo, o EPM Model permite construir uma modelagem, com objetos ricos e que adicionem mais “sentido” para o usuário.

Através do item CustomTypes no EPM Studio, é possível construir estes objetos, que podem inclusive conter outros objetos dentro dele. Em outras palavras, no CustomTypes é onde seriam criadas as “classes” dos objetos.

Propriedades dos Objetos

Os tipos de propriedades dos objetos podem ser:

Simple: Guarda um valor simples apenas, como um texto, valor numérico, data, etc. Aqui não existe histórico. Ex.: Serial Number, Nome do Fabricante do Equipamento, Data de instalação do equipamento, etc.

Alias: Permite que a propriedade receba um binding (associação) com uma Basic ou Expression Variable. Dessa forma, os tags que antes eram soltos (informações separadas) acabam sendo contextualizados e unidos em seus respectivos objetos.

User Type: Permite que a propriedade seja de um outro tipo já existente, criado pelo usuário. Ex.: Um objeto Motobomba sempre irá conter por padrão um Motor dentro dele. Nesse caso uma propriedade UserType do tipo Motor (este já definindo pelo usuário previamente) seria criada. Assim a Motobomba seria obrigatoriamente sempre criada com um motor dentro dela.

Além disso, os tipos podem conter PlaceHolders. Eles permitem que o usuário possa adicionar dinamicamente outras instâncias de objetos dentro dele.

Exemplo

Um objeto Sala possui um PlaceHolder do tipo AC (Ar Condicionado). Ao instanciar uma Sala, ela não possui nenhum AC, porém o usuário tem a possibilidade de adicionar instâncias de AC dentro da sala conforme necessário.

Na prática, podemos pensar que uma Sala pode conter nenhum ou vários ACs (zero ou N). Então, o usuário faz este ajuste de acordo com a realidade atual da sala diretamente na modelagem.

Assim como o exemplo da Motobomba, poderíamos dizer que alguns casos é possível adicionar um segundo Motor para torná-la mais potente, além do primeiro motor obrigatório, definido pela propriedade UserType. Então, basta adicionar também um PlaceHolder Motor na Motobomba, que isto permitirá adicionar outras instâncias dentro, conforme necessário.

Importante notar que o lugar para criar a modelagem (onde os objetos são instanciados) é o nodo chamado EPMModel, encontrado a esquerda no EPM Studio.

Para maiores informações a respeito do EPM Model para a modelagem de objetos, não deixe de consultar a documentação do EPM.

Este artigo foi útil? Was this post helpful?
Yes0
No0

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados com asterisco são obrigatórios *