Automação na geração de códigos: Lição 2 – Lendo informações de um arquivo Excel.

É bastante comum o uso de planilhas auxiliares do Excel na automação de geração de códigos, graças a funcionalidades como cópia sequencial de células e separação das informações em colunas e linhas, entre outras. O padrão a ser utilizado fica a critério do usuário.


Fig. 2.1: Exemplo de planilha auxiliar

Após ser gerada a planilha, as informações podem ser lidas de diversas formas. Apresentamos aqui duas sugestões que consideramos as mais práticas:

1. Salve a planilha em formato .csv. Feito isto, utilize os métodos do FileSystemObject para ler o arquivo por script. Para fazer isto, siga os procedimentos do artigo KB-12658: Como ler/escrever em arquivos texto (TXT) pelo E3. Os procedimentos deste artigo também se aplicam ao formato .csv.

ou

2. Utilize o Microsoft Access para importar a planilha do Excel e gerar uma nova tabela no banco de dados. O software possui um wizard que auxilia neste procedimento:

Feito isto, configure um objeto Banco de Dados e crie uma consulta na aplicação, apontando para a tabela importada.

Agora, basta utilizar as propriedades e métodos do ADORecordSet para manipular os registros da tabela. Para isto, recomendamos a leitura do artigo Noções de VBScript no Software Elipse E3: Lição 7 – GetADORecordSet.

Artigos Relacionados:


Este artigo foi útil? Was this post helpful?
Yes0
No0

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados com asterisco são obrigatórios *